17 de novembro de 2010

Conhecendo seitas e heresias

Alguns anos após minha conversão a Cristo,  uma área da Teologia me despertou grande interesse: Apologética.
Então começei a estudar através do Instituto Cristão de Pesquisas - ICP.
Gostei bastante.
Dai então comecei a ministrar palestras nas igrejas em que eu congregava: AD Brás e também na AD Belém (Paraisópolis), do setor a que pertenço desde 2005 ( AD - Min.Belém, setor 14 ).
Hoje, estava vendo as atualizações do blog, algo me chamou atenção, e resolvi voltar a estudar e compartilhar com voces um material que disponho, uma apostila que elaborei pra ministrar as aulas em Jardim das Rosas.

Então, a partir de hoje estarei postando diariamente a Série: CONHECENDO SEITAS E HERESIAS
CATOLICISMO

Tem alguma ligação o catolicismo com o cristianismo?
A Igreja católica menciona o ano de 33 d.C como data de sua fundação. Isto vem do fato que toda ramificação do Cristianismo costuma ligar a sua origem à igreja que Jesus fundou.
Mas o que aconteceu? Por que o catolicismo ficou muito diferente dos ensinamentos de Cristo?
Na verdade, durante os três primeiros séculos da Era cristã, a perseguição a igreja verdadeira ajudou a manter a sua pureza, preservando-a de líderes maus e ambiciosos.
Nessa época ser cristão significava um grande desafio, e aqueles que seguiam fielmente a Cristo tinham suas cabeças a prêmio, pois eram rejeitados e perseguidos pelos poderosos.
A decadência doutrinária começou quanto milhares de pessoas foram batizadas e recebidas como membros, sem terem experimentado uma real conversão bíblica. Verdadeiros pagãos introduziram-se na igreja, trazendo os seus costumes e seus deuses.
O imperador Constantino apoiou o cristianismo e fez religião do império romano. A igreja nunca mais foi a mesma depois desta decisão de Constantino. E depois outro imperador romano chamado TEODÓSIO obriga os seus súditos a se tornarem cristãos e dai aumentou o paganismo dentro da igreja.
A igreja católica foi alterando as doutrinas do cristianismo e estabelecendo novas regras. Dai então surgiu a tradição. Segundo o dicionário Aurélio é: "Transmissão oral de fatos históricos". Podemos dizer que são preceitos, normas de homens.

1. PEDRO, FUNDAMENTO DA IGREJA

Consideram o apóstolo Pedro como a pedra fundamental sobre a qual Cristo edificou sua igreja. Para argumentar este ensino apelam para a passagem de Mt 16.16-18, onde afirmam que:
• Pedro é a rocha sobre a qual a igreja está edificada
• A Pedro foi dado o poder das chaves, portanto só ele tem o poder de abrir a porta do reino dos céus
• Pedro tornou-se o primeiro bispo de Roma
• Toda a autoridade foi conferida a Pedro até os nossos dias, através da linhagem de bispos e papas, todos vigários de Cristo na terra.

REFUTAÇÂO:
• Pedro = "petros" no grego, significa pequena pedra
• Jesus = "petra" no grego, significa rocha grande e firme

DIFERENÇA ENTRE PEDRO E O PAPA
PEDRO
• era financeiramente pobre (At 3.6)
• era casado
• foi humilde, não aceitou ser adorado pelo centurião Cornélio (At 10.25,26)
• foi homem repreensível( digno de repreensão) - Gl 2.11-14

PAPA
• são administradores de grandes fortunas
• são celibatários, isto é, não se casam
• aceitam adoração dos homens
• consideram-se infalíveis nas suas decisões

De acordo com a Bíblia, Cristo é a pedra, diz Pedro "Este Jesus é a pedra rejeitada" At 4.11, Mc 12.1,11.

2. PURGATÓRIO
Lugar entre o céu e o inferno, para onde eram enviadas as almas daqueles que não eram maus, a ponto de não merecer o inferno e não tão bons a ponto de merecer o céu.
Afirmam que o fogo do purgatório tem poder de purificar a alma de todos os pecados até que esteja pronta pra se encontrar com Deus.
Os vivos tem que fazer algo para que seus mortos saiam do purgatório. O que fazer?
Segundo eles:
• oração pelos mortos
• missas
• esmolas

REFUTAÇÃO: Hebreus 9.27

3. A VIRGEM MARIA
A essência da adoração na Igreja Católica Romana não gira em torno do Pai, do Filho e do espírito Santo, mas da pessoa da Virgem Maria. Vejamos o decreta o Concílio
Vaticano II: "Os fiéis devem venerar a memória primeiramente da gloriosa sempre Virgem Maria, Mãe de Deus e de nosso Senhor Jesus Cristo"

Falam sobre Maria:
1.Foi concebida sem pecado
2. Sempre virgem
3. Medianeira e Intercessora

Refutação:
a. Maria não concebida sem pecado - O que a Bíblia declara é que " todos pecaram e carecem da glória de Deus" Rm 3.23
b. Maria teve outros filhos - Além de João 2.12, o Novo Testamento se refere aos irmãos de Jesus, ainda em Mateus 12.46; 13.55,56; Marcos 3.31; Lucas 8.19; João 7.3,5,10; Atos 1.14; 1 Coríntios 9.5 e Gálatas 1.19.

Mas eles afirmam que a expressão "irmãos" no NT refere-se a seus primos.
A intenção deles é fortalecer as suas doutrinas, e nada melhor para combatê-los que ver a Bíblia: leia Lucas 1.36 e veja que irmãos e primos são distintos no NT.
Eles também dizem que Ela continuou virgem após o nascimento de Jesus...
Maria antes do nascimento de Jesus era de fato virgem porém a Bíblia nos diz em Mateus 1.25 " Contudo não a conheceu, enquanto não deu a luz a um filho, a quem pôs o nome de Jesus"
c. Maria não exerce mediação a favor do pecador. Só Cristo intercede pelo pecador "Porque há um só Mediador entre Deus e os homens,Cristo Jesus, homem"- 1 Tm 2.5
"Se todavia, alguém pecar, temos um Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o justo"1 Jo 2.1

4. A MISSA
Dentre os muitos chamados "sacramentos" da Igreja Católica, destacam-se a missa
O terceiro Catecismo de Doutrina Cristã da Editora Vera Cruz Ltda. Agosto de 1976 nos diz que "pela palavra sacramento entende-se um sinal sensível e eficaz da graça instituído por Jesus Cristo, para santificar nossas almas"
Os sacramentos são sete:
• Batismo
• Confirmação ou Crisma
• Eucaristia ( Missa)
• Penitência
• Extrema-unção
• Ordem
• Matrimônio
Segundo eles os sacramentos mais necessários para nossa salvação "são dois: o batismo e a penitência; o batismo é necessário absolutamente para todos, e a penitência é necessária para todos aqueles que pecaram mortalmente depois do batismo"

Missa: segundo o dicionário é "ato solene com que a igreja comemora o sacrifício de Cristo pela humanidade"
A Igreja Católica Romana ensina que na missa Jesus é oferecido diariamente nos altares da igreja como sacrifício propiciatório a Deus pelos vivos e mortos. Os parentes e amigos devem pagar pelas missas em benefícios das almas no purgatório. Ali o pão (a hóstia) e o vinho se transformam no verdadeiro corpo e sangue do Senhor, crêem os católicos. Esta é a doutrina da transubstanciação. Hebreus 9.12,24-48 diz que o sacrifício de Cristo foi para sempre.

5. IDOLATRIA
Vejamos o que nos diz o Terceiro Catecismo de Doutrina Cristã : "Chama-se Idolatria o prestar culto a alguma criatura, a uma estátua, a uma imagem, a um homem, o culto supremos de adoração devido só a Deus" .
Que diferença há entre o culto que prestamos a Deus e o culto que prestamos aos santos???
" Entre o culto que prestamos a Deus e o culto que prestamos aos santos há esta diferença: que a Deus adoramo-lo pela sua infinita excelência, ao passo que aos santos não os adoramos, mas só o honramos e veneramos como amigos de Deus e nossos intercessores junto dEle . O culto que prestamos a Deus chama-se LATRIA, isto é , de adoração, e o culto que prestamos aos santos chama-se DULIA, isto é de veneração aos servos de Deus; enfim o culto que prestamos a Maria Santíssima chama-se HIPERDULIA, isto é, de especialíssima veneração, como Mãe de Deus."
LATRIA =ADORAÇÃO A DEUS
HIPERDULIA = DEVOÇÃO A MARIA
DULIA = DEVOÇÃO A MARIA E ANJOS
O que significa veneração??? Ato ou efeito de venerar,respeito profundo, culto, reverência e venerar significa render culto a...
E adoração??? Ato de adorar, culto a Deus, amor profundo, veneração e adorar significa prestar culto a.., venerar.
Viram como tentam confundir os seus fiéis?
Alguns termos voltados a Maria...
Mariloatria - idolatria a Maria
Mariocentrismo - é ter Maria como centro da fé, como mediadora, consoladora, intercessora, advogada.

REFUTAÇÃO:
• Deus condenou os ídolos : Sl 115.4-8
• Condenou as imagens : Ex 20.1-6
• Os profetas condenam qualquer tipo de idolatria: Is 30.22; 42.17; 45.20;Os 13.2:Hb 2.18
• Resposta de Jesus : Mt 4.12
• Reação de Pedro: At 10.25,26
• Em Ap: Ap 19.10; 22.9

Lembrem-se sempre: os católicos são pessoas maravilhosas, almas. Jamais os condene.

No amor de Cristo,

2 comentários:

Leopoldo Ruzicki disse...

Muito boas as informações prestadas pelo texto, com clareza e exatidão dos fatos. Parabéns, também, por não conter as desnecessárias críticas tão comuns contra os adeptos do catolicismo.

Agenildes Pereira Tigre disse...

Graça e Paz, que Deus continue lhe abençoando.

Gostei do material, fácil de entendimento. Estou concluindo o seminário este ano, mas, já estou à frente de uma congregação, e pretendendo discipular meu povo conforme o modelo de algum tempo passado, quando a liderança preocupava orientar os crentes de forma que conhecesse as Sagradas Palavras e que hoje, percebe-se que não está mais assim, só que acredito que ainda podemos fazer algo por os que Deus colocar na nossa responsabilidade para cuidar. A misturar que está acontecendo nos dias presente, tem levado muita gente que se diz crente para o ralo, mas, o Pastor, líder, que Deus chamou para cuidar do seu povo, precisa preocupar em ensinar o verdadeiro Evangelho de Cristo.

Agenildes Tigre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Filme: Uma razão para cantar