28 de fevereiro de 2011

Meu filho tem cãimbra ...como evitar???



A cãimbra se caracteriza por espasmos intensos ou contração muscular involuntária. Geralmente surge quando o organismo perde muito líquido e sódio, mineral importante que atua na contração dos músculos. Pode ser provocada por fatores como problemas vasculares e neurológicos.
Mas pode aparecer também em dias frios, em músculos desaquecidos ou contraídos, o que faz dela um incômodo comum durante a prática de atividades físicas intensas. Se esse desconforto já fez com que você interrompesse seu exercício, veja algumas dicas de como evitá-la:
• Consuma alimentos ricos em potássio, como a banana; 
• Mantenha uma dieta balanceada em sais e minerais; 
• Beba água antes, durante e após o exercício; 
• Alongue antes e depois de se exercitar; 
• Nunca se exercite em jejum; 
• Não exagere, respeite os limites do seu corpo; 
• Descanse após o exercício. 
 
Por Patrícia Lopes
Equipe Brasil Escola

27 de fevereiro de 2011

A curiosidade do pastor crescia...


Hoje quando abri minha caixa de mensagens me deparei com essa história que me abençoou muito. Leia até o fim e compartilhe com outros.

O pastor de uma igreja decidiu observar as pessoas que entravam para orar.
A porta se abriu e um homem de camisa esfarrapada adentrou pelo corredor central.

O homem se ajoelhou, inclinou a cabeça, levantou-se e foi embora. Nos dias seguintes, sempre ao meio-dia, a mesma cena se repetia. Cada vez que se ajoelhava por alguns instantes, deixava de lado uma marmita.

A curiosidade do pastor crescia e também o receio de que fosse um assaltante, então decidiu aproximar-se e perguntar o que fazia ali. O velho homem disse que trabalhava numa fábrica, num outro bairro da cidade e que se chamava Jim.

Disse que o almoço havia sido há meia hora atrás e que reservava o tempo restante para orar, que ficava apenas alguns momentos porque a fábrica era longe dali.

E disse a oração que fazia:


24 de fevereiro de 2011

Soprar a velinha do bolo de aniversário??





HIGIENE NA COZINHA 
os Sete Erros (Segundo Roberto Figueiredo, biomédico (Doutor Bactéria)

Primeiro erro: colocar carnes debaixo da torneira.

Primeiro, você perde nutrientes. A carne fica esbranquiçada.
Segundo: a contaminação que existe vai aumentar, porque aumenta a quantidade de água e as bactérias vão penetrar mais ainda.

A única carne que você lava é o peixe e só para tirar escamas e restos de tripas.

Segundo erro: Deitar detergente na esponja, para lavar louça

O detergente nunca deve ser colocado directamente na esponja. Vai ser muito difícil enxaguar todo esse detergente, e o resto de detergente que fica, ao juntar-se com os alimentos pode constituir, no futuro, um problema para a sua saúde.

Para limpar sem exagero, você precisa apenas de oito (8) gotas de detergente numa bacia com 1 litro de água.

Terceiro erro: nunca usar tábua de carne de madeira.

Na tábua de madeira as bactérias vivem felizes!
Use sempre uma tábua de plástico !

Quarto erro: Você evita guardar comida quente na geladeira.

Doutor Bactéria derruba um dos mitos mais difundidos entre as donas de casa.... Guarde mesmo quente, sim! O único problema que pode existir é que vai aumentar um pouquinho o consumo de energia, mas não vai estragar a geladeira de modo algum.

Quarto erro (continuação) : Mas não adianta se guardar na geladeira o recipiente tapado.

O ar frio vai bater na tampa. Vai demorar muito para resfriar. As bactérias vão adorar! Então, coloque tudo destapado. Só 2 horas depois é que você vai fechar.

Quinto erro:Abrir a lata de leite condensado com 2 buraquinhos minúsculos, um de cada lado.

Com este procedimento, sai leite condensado por um lado e pelo outro entra uma chuva de bactérias.
Abra a lata inteira! Use um recipiente que pode ser de plástico ou de vidro e utilize uma colherzinha para servir. Depois tape e guarde na geladeira.

Sexto erro: ignorar as formigas.

Quando se fala em doce, não podem esquecer as formigas... Você provavelmente não se importaria ao encontrar uma alegre formiga em cima do seu bolo, não é ?!.

Doutor Bactéria: E se fosse uma barata?
Marina Scherb, de 12 anos: Aí eu não como.
Doutor Bactéria: Se a gente pegar uma barata, matar essa barata, deixar no meio da cozinha, no dia seguinte, cadê a barata?
Marina: Sumiu.
Doutor Bactéria: Quem levou?
Marina: As formigas...
Doutor Bactéria: A mesma que estava em cima do bolo?
Marina: É... formigas bonitinhas mas ordinárias

As formigas são consideradas até maiores agentes transmissores de bactérias do que a própria barata!
Doce com formiga só pode ter um destino: a lata de lixo.

Sétimo erro: soprar a velinha é o mau hábito que completa o jogo de sete erros.

Testes comprovam que o bolo fica contaminado por bactérias de saliva.

Esta bactéria produz uma toxina que pode ocasionar intoxicações com 24 horas de vómitos e mal-estar. Por isso, não sopre a velinha do bolo e evite deixar o bolo fora da geladeira.

(por email)

O que fazer com aquele óleo que sobrou da fritura? Sabia que pode causar enchentes nas áreas urbanas?



Aqui no site da UOL ATITUDE SUSTENTÁVEL diz o seguinte:

Um litro de óleo doméstico jogado no ralo da pia chega a contaminar, de uma só vez, um milhão de litros de água (quantidade suficiente para a sobrevivência de uma pessoa – desde banho, comida e consumo por até 40 anos).
Ao ser despejado no ralo, o óleo vai formando crostas de gordura na tubulação, atraindo ratos e baratas, que acabam invadindo a casa sem que os moradores saibam o verdadeiro motivo. A mesma gordura que se acumula na tubulação, pode acumular nas artérias coronarianas, principalmente se o óleo for reutilizado!! É que, após a queima (ou uso naquela fritura do bolinho de chuva!!), ele se transforma em óleo saturado, gordura trans, responsável por problemas que afetam o coração.
E quantas já reaproveitamos este óleo, porque não vemos escuro ou sujo, não é mesmo????

Então, como fritei frango e batatas e me dá aflição jogar no ralo da pia, sempre misturei com  detergente, mas vejam o que eu descobri aqui no site da Nestlé:

O óleo de cozinha, quando descartado de maneira consciente, pode ser reciclado e utilizado na produção de tintas e vernizes.
O despejo irregular do óleo de fritura no meio ambiente pode contaminar solo, rios, lagos e comprometer a vida de espécies marinhas e plantas. Segundo informações de especialistas, 1 litro de óleo descartado irregularmente poderá prejudicar até 25 mil litros de água.


A educadora ambiental Sonia D. Oliveira* explica que jogar óleo nos ralos também provoca entupimentos nas instalações internas e nas próprias redes de coleta de esgotos. “O óleo jogado indevidamente nos ralos, aglutina-se na rede coletora podendo causar entupimento”.


“A Sabesp, Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, fomenta uma série de campanhas de conscientização e promove coleta de óleo e divulgação em áreas públicas de grande circulação, como os shoppings centers. As ações também são divulgadas por meio de ações de mídia”, conta Sonia.


Segundo orientação da Sabesp, para descartar o óleo de cozinha de maneira segura, é preciso colocá-lo em uma garrafa PET e encaminhar para reciclagem em um ponto de coleta. “O ideal é recorrer à ONGs especializadas na coleta, mas existe ainda a opção de entregar em postos voluntários, como redes de supermercados e outras instituições”, explica a educadora. “O site da Sabesp, www.sabesp.com.br, divulga os parceiros do PROL (Programa de Reciclagem de Óleo de Fritura) na área intitulada Sociedade e Meio Ambiente”.


A reciclagem do óleo visa a produção de tintas, vernizes, biodiesel e massa de vidraceiro. Também pode ser feito o sabão artesanal, com cautela de uso.
Lembre-se de que o Ministério da Saúde recomenda o uso de pequenas quantidades de óleo vegetal para cozinhar. Para manter a saúde em dia, deve-se dar preferência a preparações assadas, cozidas, ensopadas e grelhadas, evitando assim as frituras.


Preservar o meio ambiente é preservar a sua saúde. Faça a sua parte.


*Sônia D. Oliveira é psicóloga e educadora ambiental. Atua como coordenadora de grupos de projetos e programas ambientais da Sabesp. Lançou o Programa de Reciclagem do Óleo de Fritura (PROL) em 2007.
E o site ECOLOGIA nos dá algumas dicas importantes: 
• Evite utilizar outras garrafas PET (refrigerante, água, sucos) pois elas são recicláveis e, se sujas de óleo, ficam inúteis.• Não jogue o óleo em pias, ralos ou rios.• Não jogue o óleo no lixo mesmo em recipientes fechados.
Você sabia?
Que descartar o óleo inadequadamente na natureza, pode causar enchentes nas áreas urbanas, pois causa a impermeabilização do solo.
                                            
(Revista Planeta Cidade, 2007)
Viu o que podemos evitar se seguirmos as dicas acima?

23 de fevereiro de 2011

Fachadas de casas























Créditos: Zisno

Quiz de saúde: Você sabe quais são os mitos e verdades da higiene no dia a dia? Faça o teste

Achei super interessante a reportagem  no CÂMERA RECORD relacionada a saúde:


Higiene, a luta diária contra um exército invisível 


Não consegui o vídeo, porém tem um teste (QUIZ) muito bom pra ser feito....vamos ver como estamos com relação a higiene?


A escova de dente deve ser trocada de dois em dois meses?
E ai qual a sua resposta? 


FAÇA O TESTE AQUI


créditos:R7

22 de fevereiro de 2011

Em itapevi

Queridos amigos, estou morando em Itapevi vim aqui rapidinho na lan, entrarei em contato breve...porém as postagens estão programadas!!!Ufa...rs

Um abraços a todos!!!

Graça Azevedo

VÍDEO DA SEMANA: Tempo de Vencer - Robinson Monteiro e Jamily


21 de fevereiro de 2011

Assista o filme:Uma jornada de perdão



Descrição

O segundo filme da série ENCONTROS COM OS CRISTÃOS PERSEGUIDOS conta a história verídica de três cristãs que escolheram seguir o exemplo de cristo e perdoar seus inimigos após uma terrivel tragédia acontecida em Poso, Indonésia.

Prepare-se para ser confrontado com tudo aquilo que entende por perdão.


Assista o trailer do DVD



Contribua com o ministério Missões portas Abertas e ajude a Igreja Perseguida, comprando este DVD aqui

Não esqueça: Hoje a segunda fase das inscrições para o PROUNI






 2ª Etapa - As inscrições estarão abertas de 21 a 24 de fevereiro de 2011 com duas chamadas subsequentes.

19 de fevereiro de 2011

Bem disse Fernando Pessoa:




Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.
Fernando Pessoa

18 de fevereiro de 2011

Receitas Nestlé

Pão de mel gelado

detalhe receita
Sorvetes GALAK® e Chocolate NESTLÉ®, envoltos em pão de mel, com cobertura de Chocolate Meio Amargo.
Ingredientes
  • 1 xícara (chá) de leite
  • meia xícara (chá) de açúcar mascavo
  • meia colher (chá) de canela em pó
  • 1 pitada de cravo em pó
  • 3 colheres (sopa) de mel
  • meia xícara (chá) de Chocolate em Pó DOIS FRADES®
  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo
  • meia colher (sopa) de fermento químico em pó
  • manteiga para untar
  • farinha de trigo para polvilhar
Recheio
Cobertura
Modo de Preparo
Junte o leite, o açúcar mascavo, a canela, o cravo, o mel e misture bem. Peneire por cima o Chocolate em Pó DOIS FRADES®, a farinha de trigo e o fermento, misturando até obter uma massa lisa. Despeje em uma fôrma para bolo inglês grande (11 x 28 x 8 cm), untada e enfarinhada, e leve para assar em forno médio (180 ºC), preaquecido, por cerca de 20 minutos. Depois de frio, corte o pão de mel em cinco fatias no sentido do comprimento. Forre com filme plástico o fundo e as laterais da mesma fôrma utilizada para assar, e distribua quatro fatias de pão de mel, formando uma caixa (forrando o fundo e as bordas). Distribua nessa cavidade os Sorvetes em camadas e termine com a fatia restante do pão de mel. Cubra com papel-alumínio e leve ao freezer por cerca de 4 horas ou até endurecer. Retire, desenforme e sirva com a cobertura.
Cobertura:
Coloque o Chocolate em um recipiente e leve ao fogo em banho-maria até derreter. Junte o leite e a manteiga e misture bem. Despeje a cobertura quente sobre o pão de mel desenformado e sirva a seguir.
Sobre a receita
  • Rendimento: 8 porções
  • Categoria da Receita: Sobremesas
  • Tipo de Prato: Sorvetes
  • Tempo de Preparo: 40 min.
  • Tempo Total de Preparo: 240 min.
  • Nível de Dificuldade: Fácil
  • Custo: $$ - Baixo





créditos: Nestlé

O balde d'água

enviado por: Giovani Fábio
JesusSite

Certo dia, um súdito veio ao encontro de sua majestade com uma grande dúvida e buscando uma resposta para seu questionamento:

- Meu rei venho lhe pedir um conselho devido o seu grande conhecimento e sabedoria, como poderei servir a Deus de forma correta e agradável aos Seus olhos, vivendo neste mundo repleto de pessoas cheias de pecados?

O rei parou, ficando alguns minutos em silêncio e em seguida olhando atentamente o seu súdito lhe entrega um grande balde e responde:

- Quero que você vá até a fonte que fica no centro da cidade, e traga-me água suficiente para encher este balde!

Saindo assim, o súdito em várias idas e vindas conseguiu encher aquele grande balde até transbordar. Após verificar que a tarefa foi cumprida, disse-lhe o rei:

- Agora você irá dar a volta completa em torno da cidade, passando pelas principais ruas, carregando este balde, mas não poderá derramar se quer uma única gota d´água, pois mandarei soldados acompanha-lo, e caso você não cumpra as minhas ordens, eles cortarão a sua cabeça!

Assustado o súdito ergue o balde e cuidadosamente inicia aquela ordem que parecia impossível de cumprir, mas passo a passo segue o percurso, com toda a atenção, cuidado e escoltado por guardas. Após o final da tarde, ele retorna ao palácio, cumprindo assim a sua missão.

- Aqui esta meu senhor, nenhuma parte foi derramada, e agora, em que isso vai me ajudar? Mais uma vez com toda a sua serenidade, o rei pede que se sente ao seu lado e o indaga:

- O que estava acontecendo nas ruas da cidade hoje? O que você viu que poderia me descrever?

Sem hesitar, responde o súdito:

- Meu senhor, fui designado a fazer uma tarefa quase impossível, com a ordem de não poder derramar ser quer uma gota d´água, com guardas me seguindo, arriscado cortar meu pescoço, bastante concentrado e o senhor gostaria que eu observasse o que estava se passando ao meu redor? Perdoe-me meu senhor, mas em momento algum olhei em minha volta!

Então o sábio rei demonstrando sua simpatia, com um sorrido, explica:

- Aprendeste a lição, para seguirmos a Deus de forma correta, nos Seus caminhos e agradável aos Seus olhos, devemos cada um levar seu balde cuidadosamente, sem observar as situações adversas ao nosso redor. Devemos olhar para Jesus, e não para os pecados dos homens!

João 14:6 "Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim."

17 de fevereiro de 2011

Casas Bahia: site com dicas de decoração

Eu gostei bastante.
Quer dá uma conferida?


Uma águia chamada circustâncias



Jesus Site

"Mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças; subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; andarão, e não se fatigarão." Is 40.31

A águia empurrou gentilmente seus filhotes para a beirada do ninho. Seu coração se acelerou com emoções conflitantes, ao mesmo tempo em que sentiu a resistência dos filhotes a seus insistentes cutucões! Por que a emoção de voar tem que começar com o medo de cair? Pensou ela...

O ninho estava colocado bem no alto de um pico rochoso. Abaixo, somente o abismo e o ar para sustentar as asas dos filhotes. E se justamente agora isto não funcionar? Ela pensou! Apesar do medo, a águia sabia que aquele era o momento. Sua missão estava prestes a se completar, restava ainda uma tarefa final: "o empurrão".

A águia encheu-se de coragem. Enquanto os filhotes não descobrirem suas asas não haverá propósito para a sua vida. Enquanto eles não aprenderem a voar não apreenderão o privilégio que é nascer águia. E então, um a um, ela os precipitou para o abismo. E eles voaram!

Às vezes, nas nossas vidas, as circunstâncias fazem o papel de águia. São elas que nos empurram para o abismo. E quem sabe não são elas, as próprias circunstâncias, que nos fazem descobrir que temos asas para voar.

Deus te fez renascer para ser livre em Cristo. Use as asas que Ele te deu! Jesus Te Ama!

16 de fevereiro de 2011

Vamos fazer uma mesa usando uma porta?Rs....Pesquisando eu encontrei e amei!!!!



MÃOS LIMPAS

Publicado em 11/24/2005
Paulo Roberto Barbosa (um cego na internet)
JesusSite

"Quem subirá ao monte do Senhor, ou quem estará no seu lugar santo? Aquele que é limpo de mãos e puro de coração" (Salmos 24:3, 4)


Susana Wesley foi uma das grandes mães da história. Um dia, uma de suas filhas quis fazer algo que, embora não muito ruim, não era correto. Ao tentar demonstrar à filha que seu desejo não era bom, sentiu que a mesma não ficou plenamente convencida. Mais tarde,

Susana e a filha sentaram-se perto da lareira que, naquele momento, estava apagada. Virando-se para a filha, e apontando para o local do fogo, disse:

"Pegue aquele pedaço de carvão que está bem em cima."

"Eu não quero, mamãe," respondeu a menina.

"Pode pegar," continuou a mãe, "o fogo está apagado, não queimará você."

"Eu sei que não me queimará, " respondeu a filha, "mas minha mão ficará enegrecida."

"Exatamente," disse Susana Wesley. "Aquele prazer não lhe queimará, mas enegrecerá você. Deixe-o para lá."

Enganamo-nos quando pensamos que certas coisas são muito pequenas para causar algum dano à nossa vida. Achamos que uma pequena dose de bebida não nos deixará embriagados, que uma única aposta não nos transformará em viciados no jogo, que uma pequena mentirinha não nos trará problema algum.

Mas é claro que estamos equivocados. O alcoólatra começou com um pequeno copo, o drogado com uma pequena experiência ou curiosidade sem importância, o mexeriqueiro com um simples comentário. Toda escada tem um primeiro degrau a subir.

Deixemos de lado tudo aquilo que, mesmo aparentemente insignificantes, possam de alguma forma manchar a nossa expectativa de uma vida plena e vitoriosa. Peçamos a orientação de Deus em cada passo a seguir, para que nada interfira em nossa busca da verdadeira alegria e bênçãos que só o Senhor pode nos dar.

Mantenha suas mãos limpas e seu coração puro. Assim Deus será glorificado em todas as suas atitudes.

15 de fevereiro de 2011

VÍDEO DA SEMANA: Se tu quiserer crer - Soraya Moraes


Pregos de cobre

A cada domingo o pastor vinha pregando sobre a importância de uma consciência limpa exortando seus ouvintes sobre a importância da confissão de pecados, e, quando possível, compensar o mal que causamos a outros. Ao final do culto, um jovem, membro da igreja, veio até ele com um semblante atribulado.

"Pastor", explicou ele, "o senhor me colocou em uma situação difícil. Fui injusto com alguém e tenho vergonha de confessar ou mesmo procurar tal pessoa para acertar a situação. Sabe, sou um construtor de barcos e o homem para quem trabalho é ateu. Sempre falo a ele da necessidade que ele tem de Cristo e insisti para viesse ouvi-lo pregar, mas ele zomba de mim e me ridiculariza. Porém, sou culpado de algo que, se reconhecer diante dele, arruinará meu testemunho para sempre".

Ele contou, então, que há algum tempo ele começara a construir para si um barco em seu quintal. Esse tipo de construção requer pregos de cobre, por não oxidarem em contato com a água. Esse tipo de prego é muito caro e ele vinha trazendo para casa grande número deles para usar em seu barco. Ele sabia que estava roubando, mas tentou poupar sua consciência dizendo a si mesmo que seu patrão tinha tantos que não daria falta e que, além disso, ele não recebia um salário justo. Porém, aquela mensagem o levou a encarar o fato de que era um ladrão como qualquer outro e que não há desculpa para tais ações.

"Mas", continuou ele, "eu não posso chegar para o meu patrão e contar o que fiz, nem mesmo oferecer reembolsá-lo pelos pregos que usei e devolver os que sobraram. Se fizer isso ele pensará que sou exatamente um hipócrita. Mesmo assim, esses pregos de cobre estão penetrando minha consciência. Sei que não terei paz enquanto não acertar esta situação", prosseguiu ele.

A luta continuou por várias semanas. Então, em uma certa noite, ele exclamou: "Pastor, acertei a questão dos pregos de cobre e minha consciência finalmente está tranqüila".

"O que aconteceu quando você confessou ao seu chefe o que acontecera?", perguntou o pastor.

"Ah, ele me olhou de um jeito esquisito, e exclamou: 'George realmente sempre achei que você era um hipócrita, mas agora começo a perceber que, afinal de contas, deve haver algo nesse cristianismo. Levou um empregado desonesto a arrepender-se e a confessar que vinha roubando pregos de cobre e ainda se ofereça a restituí-los, merece ser seguida'".

Após pedir permissão, o pastor sentiu direção para compartilhar essa história diversas vezes, e invariavelmente pessoas o procuravam para explicar como "pregos de cobre" de diversos tipos as estavam perfurando.

Uma senhora confessou: "Também tenho 'pregos de cobre' em minha consciência".

"Como assim? Com certeza a senhora não construtora de barcos".

"Não, sou admiradora e amo livros, e tenho ficado com vários livros que pertencem a um amigo cujo salário é muito maior do que o meu. Na noite passada, decidi livrar-me dos 'pregos de cobre', devolvi os livros e confesse o meu pecado".


Devemos ter clareza. Reforma e restituição não são motivo de mérito algum no que refere à salvação. Mas é claro em todas as Escrituras que falta paz nos corações que evitam acertar as coisas com os outros. Em muitos de seus salmos, Davi menciona como uma consciência atormentada o perturbou ao longo das horas da noite.

Medite neles:

"Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto.

Bem-aventurado o homem a quem o SENHOR não imputa maldade, e em cujo espírito não há engano.

Enquanto eu me calei, envelheceram os meus ossos pelo meu bramido em todo o dia.

Porque de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; o meu humor se tornou em sequidão de estio.

Confessei-te o meu pecado e a minha maldade não encobri; dizia eu: Confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado.

Pelo que todo aquele que é santo orará a ti, a tempo de te poder achar; até no transbordar de muitas águas, estas a ele não chegarão." Salmos 32:1-6


Jesus Site

14 de fevereiro de 2011

David Botelho:"Nosso grande desafio para 2011 é o Centro Para as Nações em Monte Verde"


OS 10 MAIORES DESAFIOS DA ÁSIA - DAVID BOTELHO

1 – Mais de 81% dos quase cinco bilhões de pessoas não cristãs vivem nesse continente.

2 – Possui 85% das pessoas menos evangelizadas, nove dos dez países menos evangelizados com as maiores populações. Somente na China tem aproximadamente 320 milhões que nunca ouviram nada de Jesus; e das 600 mil cidades e vilas da Índia, 500 mil não têm um obreiro sequer.

3 – Presença dos três maiores blocos religiosos não cristãos: islamismo, hinduísmo e budismo; eles são os maiores desafios para os cristãos. São em torno de 1,1 bilhão de muçulmanos, 950 milhões de hindus, e entre 500-900 milhões de budistas.

4- O Projeto Josué mostra 16.350 povos etno-linguísticos. Dos 6.648 menos alcançados da lista, 5.150 são asiáticos. O desafio da tradução bíblica é muito grande, pois das mais de 2 mil línguas que precisam de tradução no mundo, mais de 40% delas estão na Ásia.

5 – A Janela 35-45 ou Janela Túrquica – povos de origem turca que se espalham desde a Bulgária até o Oeste chinês, onde se encontram os povos muçulmanos Uigers e Huis. Além dos povos árabes e iranianos.

6 - Desastres ecológicos – A região tem sido afetada por grandes terremotos, vulcões, secas, ciclones, tsunamis e enchentes que tem ceifado milhões de vidas, e levado outras a ficarem desabrigadas, necessitando de muitos obreiros para prestação de ajuda humanitária e em todas as áreas da vida.

7 – Tráfico. O tráfico tem sido uma forma ilícita de obtenção de recursos financeiros. O tráfico de drogas tem sido a forma mais violenta e conhecida, como a heroína no Afeganistão e no Triangulo de Ouro (Mianmar, Tailândia e Laos). Ainda mais aviltante é o tráfico humano para trabalho escravo e prostituição. A Ásia é a região que mais supre adolescentes para os bordéis internacionais.

8 - Vírus HIV – A pandemia está intensificando neste continente, principalmente na India, Tailândia e China, e isto devido ao crescimento da indústria do sexo.

9 – O crescimento econômico dos tigres asiáticos tem sido fenomenal devido ao acesso à alta tecnologia, mão de obra barata e investimentos estrangeiros que proporcionam produtos com preços super-competitivos devido à alta produção para o mercado interno e exportação. Isto tem levado à grande corrupção e grande discrepância entre pobre e rico.

10 – O fundamentalismo religioso muçulmano e hinduísta tem sido o grande desafio para os cristãos nacionais. Isto tem dificultado a entrada de obreiros, bem como a mudança de status religioso e o acesso às classes mais altas da sociedade, pois para conseguir um emprego precisa ser parte da religião estatal. O maior desafio está na Coréia do Norte, que dizimou milhares de cristãos. O país tem enfrentado uma fome tremenda. Sabe-se da história de um pai de família que estava morrendo e chegou a dizer ao filho que comesse a carne dele quando morresse, pois, se o enterrasse, o vizinho desenterraria o cadáver para comê-lo.

Poderíamos enumerar muitos outros fatos, mas entendemos que esses são os mais fortes. Estes desafios necessitam das orações específicas da igreja e exigem novas maneiras de trabalho. A Horizontes América Latina analisou todas essas áreas e procurou parcerias para ver a melhor forma de trabalhar. Buscando visualizar novos métodos para alcançar o maior número de discípulos nesta região, lançamos o Projeto UNIÁSIA, um projeto de sete anos onde os candidatos receberão sete formações diferentes: Bíblica, Missiológica, Transcultural, Espanhol, Inglês, Língua Asiática e uma graduação Universitária na Ásia, e que recebe os candidatos com apenas um terço do sustento sendo o restante mobilizado no treinamento. Para isto contemplamos o treinamento de cristãos nacionais para as igrejas subterrâneas, estabelecimento de empresas e negócios internacionais, intercâmbios culturais, área educacional e a tradução de línguas, além de projetos de aconselhamento em áreas de desastres.

Nosso alvo é trabalhar arduamente para ver o número de obreiros brasileiros na Ásia dobrado até o ano de 2015. Estima-se hoje que haja em torno de 275 obreiros brasileiros, de todas as denominações em todo o continente asiático.

– Diante do grande contingente que deve vir do estado do Pará e de outros estados para os projetos Uniásia (uniasia@mhorizontes.org.br) e Revolution Teen (projeto que visa treinar adolescentes que concluíram o ensino fundamental nas áreas cultural, lingüística e bíblica), precisaremos concluir o novo edifício de alojamentos com 48 suítes, cinco andares e já coberto.

Para ver a conclusão, precisaremos de um milhão e duzentos mil reais e para isso estamos vendendo a nossa base na Bolívia, adquirida da Missão Sueca. Para complementar, queremos contar com 1000 parceiros amigos da Horizontes que contribuam com R$ 50,00 mensais durante um período de 12 meses.

Aos que aceitarem o honroso convite e investirem neste grande empreendimento, ofereceremos uma estadia gratuita numa suíte por um final de semana iniciando em uma sexta feira.

Contamos com seu apoio e o convidamos a se unir conosco neste novo ano para que, ao final dele, possa vir e ver de perto aqueles que o Senhor tem levantado para encarar o grande desafio: alcançar os povos não alcançados da terra.

No amor do Mestre,

Cleonice e David Botelho

Missão Horizontes – contato@mhorizontes.org.br
Bradesco – Agência 1020
Conta 3474-6 – CNPJ 59.958.983-0001/16

Piquenique das tartarugas


Uma família de tartarugas decidiu sair para um piquenique.
As tartarugas, sendo naturalmente lentas, levaram 7 anos preparando-se para o passeio.
Passados 6 meses, após acharem o lugar ideal, ao desembalarem a cesta de pique nique descobriram
que estavam sem sal.
Então, designaram a tartaruga mais nova para voltar em casa e pegar o sal. (por
ser a mais rápida).
A pequena tartaruga lamentou, chorou e esperneou,mas concordou em ir com uma condição: que ninguém comeria até que ela retornasse.
Três anos se passaram......
Seis anos.........e a pequenina não tinha retornado. Ao sétimo ano de sua ausência,
a tartaruga mais velha já não suportando mais a fome, decidiu desembalar um sanduíche.
Nesta hora, a pequena tartaruga saiu de trás de uma árvore e gritou:
- Viu! Eu sabia que vocês não iam me esperar. Agora que eu não vou mesmo buscar o sal.

Algumas vezes em nossa vida as coisas acontecem da mesma forma.
Desperdiçamos nosso tempo esperando que as pessoas vivam à altura de nossas expectativas.
Ficamos tão preocupados com o que os outros estão fazendo que deixamos de fazer o que nos compete.

'O pior dos problemas da gente é que ninguém tem nada com isso'.

Por isso, vivamos nossa vida e deixe de se preocupar com a opinião e o interesse dos outros por nós.

(por email)

9 de fevereiro de 2011

DESAFIOS RENOVAM NOSSO ÂNIMO

Uma tarde, o pai saiu para um passeio com as duas filhas, uma de oito e a outra de quatro anos. Em determinado momento da caminhada, a filha mais nova, pediu ao pai que a carregasse, pois estava muito cansada para continuar andando. O pai respondeu que também estava exausto. Diante da resposta, a garotinha começou a choramingar e a fazer corpo mole.
Sem dizer uma palavra, o pai limitou-se a cortar um galho comprido de uma árvore. Depois, o entregou à filha, dizendo:
- Olhe aqui um cavalinho para você montar, filha! Ele irá ajudá-la a seguir em frente.
A menina parou de chorar e pôs-se a cavalgar o galho tão rápido que chegou em casa antes dos outros. Ficou tão encantada com seu cavalo de pau que foi difícil fazê-la parar de galopar.
A irmã mais velha ficou intrigada com o que viu e perguntou ao pai como entender a atitude da irmã.
O pai sorriu e respondeu:

- Assim é a vida, minha filha. Às vezes a gente está física e mentalmente cansado, certo de que é impossível continuar. Mas então encontramos um "cavalinho" qualquer que nos dá ânimo outra vez.
Esse cavalinho pode ser um novo desafio, uma nova oportunidade no trabalho... O importante é nunca se deixar levar pela preguiça ou pelo desânimo.

(por email)

sabedoria francesa


"Se você quiser algo bem feito,
faça-o você mesmo"

8 de fevereiro de 2011

Alguém disse: "Minha cruz tá tão pesada....posso trocar?"

Uma mulher, muito cansada, achou que a sua cruz era mais pesada do que a das pessoas à sua volta, e desejou trocá-la por outra.

Certa vez sonhou que tinha sido levada a um lugar onde havia muitas cruzes, de diversos formatos e tamanhos. Havia uma bem pequena e linda, cravejada de ouro e pedras preciosas.

- Ah, esta eu posso carregar facilmente – disse ela.

Então a tomou; mas seu corpo frágil estremeceu sob o peso daquela cruz. As pedras e o ouro eram lindos, mas o peso era demais para ela.

A seguir viu uma bonita cruz, com flores entrelaçadas ao redor de seu tronco e braços. Esta seria a cruz ideal, pensou. Então a tomou; mas sob as flores havia espinhos, que lhe feriram os ombros.

Finalmente, mais adiante, viu uma cruz simples, sem jóias, sem entalhes, tendo apenas algumas palavras de amor inscritas nela.

Pegou-a, e viu que era a melhor de todas, a mais fácil de carregar. E enquanto a contemplava banhada pela luz que vinha do céu, reconheceu que era a sua própria cruz. Ela a havia encontrado de novo, e era a melhor de todas, e a que lhe pareceu bem mais leve.

Deus sabe melhor do que ninguém qual é a cruz que devemos levar.

Nós não sabemos o peso da cruz dos outros. Invejamos uma pessoa que é rica; a sua cruz é de ouro e pedras preciosas, mas não sabemos o peso que tem. Ali está outra pessoa cuja vida parece muito agradável. Sua cruz está ornada de flores, porém desconhecemos os espinhos que machucam suas costas.

Se pudéssemos experimentar todas as outras cruzes que julgamos mais leves do que a nossa, descobriríamos por fim que nenhuma delas é tão certa para nós como a nossa própria cruz.

(Autor Desconhecido)

“Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me;” (Mateus 16 : 24)

VÍDEO DA SEMANA: Jozyanne - Escondido em Deus


7 de fevereiro de 2011

A compra do material escolar

Por Giuliano Agmont

É preciso paciência e dedicação para comprar o material escolar dos filhos, principalmente quando o recomeço das aulas está aí. Diante dos incontáveis gastos de começo de ano, o melhor a fazer para não se apertar demais é planejar a compra e bater pernas por papelarias, hipermercados, lojas de departamento e livrarias, além de pesquisar pela internet. Confira as dicas a seguir e boas compras.

1. Só compre o necessário
Antes de iniciar a temporada de compras, visite a escola para saber o que realmente será necessário logo no início das aulas. Às vezes, um ou outro item podem ficar para depois. Nessa conversa, procure também questionar os educadores sobre os eventuais exageros na relação de materiais. Não é incomum que as escolas peçam quantidades a mais só para garantir que nada falte. Nesse caso, ensinar austeridade ao filho pode ser mais negócio. Outra sugestão preciosa é fazer uma limpa no armário, conferir o que sobrou do ano passado e reaproveitar alguns itens, como tesoura, estojo, lápis de cor, apontador e o que mais estiver em condições de uso.

2. Nada de produtos de uso coletivo na lista
Um alerta importante dos órgãos de defesa do consumidor é que as escolas não podem solicitar a compra de materiais de uso coletivo, o que inclui artigos de higiene e limpeza, e cobrar taxas para suprir despesas com água, luz e telefone. Também não podem obrigar os pais a adquirir produtos de marca específica ou determinar o estabelecimento onde o material tem de ser comprado.

3. Bata pernas e pechinche sempre
A pesquisa de preço faz toda a diferença para quem quer economizar. A variação do que se cobra pelo material escolar normalmente é grande. Comece pela internet, na qual você já terá uma boa ideia de quanto se vai gastar. A partir daí, compensa visitar diferentes tipos de estabelecimento. Aproveite a compra de mercado para conferir as etiquetas da seção onde estão os itens escolares, dê um pulo à papelaria do bairro e pesquise preços enquanto passeia em ruas comerciais e shoppings. Depois, a ordem é pechinchar. Não tenha vergonha e fale com o gerente se for o caso. Uma boa dica é negociar à vista e pagar a prazo para aliviar os encargos do começo do ano. Na internet, embora não se possa pechinchar, há os sites de comparação de preços, sempre úteis nessa hora.

4. Vale a pena comprar em bloco?
Uma dica muito comum para adquirir o material escolar é reunir os pais dos coleguinhas do filho para efetuar a compra em grupo. Na verdade, isso vale mais para crianças maiores, que usam livros didáticos. Nesse caso, uma oferta em bloco para a editora pode representar descontos de mais de 40%, inclusive com a intermediação da escola. Os pequeninhos, porém, usam itens mais baratos. A mobilização talvez não compense, a não ser que você e alguns outros pais sejam amigos pessoais e se disponham a fazer as compras juntos, no mesmo lugar, para obter um desconto maior.

5. Dinheiro, cheque ou cartão?
Depende. Se você encontrou ótimos preços em lugares diferentes e alguns deles não se aceita cartão, vale a pena sacar o dinheiro e ir comprando aos poucos, à vista. Isso é muito comum em centros comerciais com preços populares, como a rua 25 de Março, em São Paulo, ou o bairro de Madureira, no Rio de Janeiro. Agora, se comprar tudo de uma vez no mesmo lugar e tiver como parcelar o pagamento da compra sem juros, o negócio é pagar com cheque (se não se aceitar cartão) ou cartão. Quem optar pela comodidade da internet obrigatoriamente terá de usar o cartão.

6. Deixe as crianças em casa
Levar o filho para a papelaria significa gastar mais do que o necessário ou arrumar encrenca com o pequeno. É que ele vai bater o pé para ter tudo do Bakugan, do Homem-Aranha ou do Ben 10. Se for menina, as pedidas serão Barbie, Hello Kit, Meninas Superpoderosas e por aí vai. E os materiais com estampas, logotipos e acessórios de personagens licenciados costumam ser mais caros e não necessariamente de melhor qualidade. Produtos com características de brinquedo nem sempre valem a pena também. Para os mais velhos, por exemplo, podem ser um motivo de distração durante a aula.

7. Busque o menor preço, mas cobre qualidade
Comprar materiais na rua ou em estabelecimentos que não fornecem nota fiscal pode ser uma armadilha para os pais. Não só pela falta da qualidade dos produtos como também pelos riscos à segurança do bebê. Além disso, segundo o Procon, todo produto deve apresentar informações adequadas, claras, com especificação correta de quantidade, características, composição, qualidade, prazo de validade e preço, bem como os riscos que apresentam à saúde e segurança dos consumidores. O mesmo vale para importados, que devem trazer as informações em língua portuguesa.

Créditos: Bebe.abril
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Filme: Uma razão para cantar